quarta-feira, 1 de outubro de 2008

minutos de frivolidade: VII


(foto: Thiago Aquino)

Aprendi mais coisas nos olhos
De quem bate um bolo
Ou cuida da terra,
Que nas linhas rebuscadas
Da alta filosofia ocidental.
Ainda que não tenha lido
Quantidade relevante
Dessas linhas.

É na mão amiga
E no abraço de quem ama
Que se imiscuem os mistérios do ser.

Quero me ilustrar
Na arte que se come com farinha,
No ofício árduo de contar boas piadas,
No labor de dormir e acordar
E jamais ser o mesmo.

Nenhum comentário: